O trator agrícola é uma máquina muito versátil, visto que auxilia em diferentes atividades no campo.

Além disso, ele contribui para a maior produtividade e otimização dos processos, apresentando uma eficiência superior à força humana e animal.

Todas essas vantagens são resultado de anos de aprimoramento constante de tecnologias.

Se você se interessa em conhecer mais sobre o processo de mecanização agrícola e a história do trator, confira o post e fique por dentro do assunto!

Início da mecanização agrícola

Desde que o homem deixou de colher e caçar seu próprio alimento e passou a plantar e criar animais, a força humana era a principal fonte de energia.

Mais tarde, a força animal substituiu algumas das atividades desempenhadas anteriormente pelo homem, atingindo seu auge no final do século XIX.

Em 1776, James Watt criou a máquina a vapor, o que resultou em um grande avanço para a civilização, sendo um deles a Revolução Industrial.

Com a migração da população para as cidades, o campo perdeu mão de obra.

Além disso, a partir da Revolução Industrial, surgiu a necessidade de expandir a produção comercial de alimentos.

Naquele momento, a tração animal não era mais suficiente para manter a produção agrícola.

A partir daí, iniciou-se gradualmente o processo de mecanização do campo, adotando-se o motor a vapor.

Coincidentemente, foi o mesmo motor a vapor que deu origem à necessidade de maior produtividade no campo.

Em 1784, William Murdock aprimorou a criação de James Watt e desenvolveu o primeiro modelo de motor a vapor em alta pressão.

No final do século XIX, os veículos a vapor já competiam no mercado com a tração animal.

Como surgiu o trator agrícola?

Os tratores agrícolas surgiram em 1876, quando Otto criou o motor de combustão interna, que passou a disputar o mercado com veículos a vapor em 1890.

No entanto, a denominação “trator” ainda não existia naquela época.

Tal designação veio a surgir em 1906, momento em que um dos fabricantes da máquina a nomeou como tractor machine, ou seja, máquina de tracionar.

Isso porque se tratava de uma máquina de tracionar.

Contudo, essa máquina se tornou conhecida mesmo como tractor, isto é, trator, ao ser traduzido para o português.

As primeiras evoluções do trator agrícola

Ao longo dos anos, o trator agrícola foi aprimorado a partir do desenvolvimento do(a):

  • Tomada de potência (TDP);
  • Sistema de levante hidráulico;
  • Conjunto de engate de três pontos;
  • Motor de combustão de compressão (substituiu o motor de combustão por centelha);
  • Pneus de borracha (substituíram os rodados de ferro).

Essas novas tecnologias possibilitaram que o trator desempenhasse outras funções que não apenas a tração.

A partir delas, foi possível fixar diferentes implementos agrícolas, como arado, grade aradora e niveladora, subsolador e pulverizador, por exemplo.

Quais são os tipos de trator agrícola?

Os tratores agrícolas podem ser classificados pelo tipo de tração e de rodado.

Antes, os pneus dianteiros eram pequenos e auxiliavam na orientação da direção do trator, e os traseiros eram maiores e responsáveis pela tração.

Esse modelo é denominado 4×2 e é pouco utilizado atualmente.

A partir da década de 1970, cresceu a demanda por tratores mais potentes, o que resultou na criação do modelo 4×4.

Esse trator é caracterizado por conter quatro rodas de tração, auxiliando na distribuição equivalente do peso da máquina sobre o solo.

Por conta dessas qualidades, o trator 4×4 não é muito versátil, sendo indicado especificamente para operações que demandam alta potência.

Na década de 1980, o trator 4×2 foi aprimorado a partir da inserção de uma tração dianteira auxiliar, dando origem ao modelo 4×2 TDA.

A diferença entre o trator 4×2 e o 4×2 TDA é que o último possui rodas dianteiras de tração.

Elas podem ser acionadas em operações que demandam maior potência.

Devido a essa qualidade que garante maior versatilidade de uso no campo, o trator 4×2 TDA é muito utilizado nos dias de hoje.

Como dito no início, os tratores também podem ser classificados de acordo com o tipo de rodado, o qual pode ser definido como de pneu ou de esteira.

O último é indicado para operações sobre solos que não podem ser compactados. Como a área de contato da esteira é maior, o peso é melhor distribuído.

Já o trator com rodado de pneu possui garras nas rodas, o que diminui a superfície de contato, adentrando o solo e compactando-o.

Quais são as características do trator agrícola moderno?

O trator agrícola moderno se caracteriza por conter:

  • Opções de cabine fechada ou aberta;
  • Sistema de proteção contra capotagem (ROPS);
  • Sistema hidráulico;
  • Sistema de posicionamento global (GPS);
  • Computador a bordo vinculado ao trator.

Vale destacar, ainda, que atualmente há tratores autômatos, ou seja, tratores que operam automaticamente sem necessidade de intervenção humana.

Qual é a importância do trator agrícola para o agronegócio?

Como destacado, o trator agrícola compõe o processo de mecanização do campo, uma vez que otimiza as operações, proporcionando maior produtividade.

Isso é fundamental nos dias de hoje, quando significativa parte da população já migrou do campo para as cidades e o mercado está globalizado.

Além disso, a mecanização agrícola, que tem como um dos seus expoentes o trator, é uma excelente alternativa para reduzir custos.

Isso é fundamental para manter o equilíbrio financeiro e expandir cada vez mais os negócios.

Não importa sua necessidade: a Tratomaq pode te ajudar

A Tratomaq é uma empresa que soma 30 anos de experiência no mercado, sendo uma distribuidora de marcas consagradas, como a CLARK e a Yanmar.

Dentre os segmentos que atendemos, é possível citar o setor da construção civil, da mineração, da logística e da agricultura. 

Dispomos de empilhadeiras e máquinas pesadas de pequeno e grande porte, como os tratores agrícolas da Yanmar.

Para obter maiores informações, entre em contato e peça um orçamento!

Open chat